sáb., 21 de abr. | Centro Cultural Artemis

Pressa: substantivo feminino

A oficina tem como objetivo promover uma reflexão a respeito da relação das mulheres com o tempo na cidade
A inscrição está fechada
Pressa: substantivo feminino

Horário e local

21 de abr. de 2018 09:00
Centro Cultural Artemis, R. Dr. Costa Júnior, 216 - Água Branca, São Paulo - SP, Brasil

Sobre o evento

A oficina tem como objetivo promover uma reflexão a respeito da relação das mulheres com o tempo na cidade; buscando tecer percepções, ideias e possibilidades individuais e coletivas para a “sociedade do cansaço”, do desempenho, do trabalho e para o esgotamento feminino, baseado na velocidade como violência; que reverbera para vários setores da vida das mulheres que vivem na metrópole (trabalho, relações, alimentação, consumo, maternidade, etc).

Investimento: R$ 100,00

Número de vagas: 20

Informações:

(11) 4117-7597

centrocultural@artemis.org.br

FACILITAÇÃO: Ana Biglione, Elaine Cristina Moraes Santos e Michelle Prazeres

CRIANÇAS: Não será possível oferecer estrutura ou apoio de cuidado, mas as crianças são bem-vindas na nossa roda e podemos nos apoiar entre nós para acolhê-las. Caso precise de algo específico, entre em contato. ;)

SOBRE AS FACILITADORAS

Ana Biglione - Imersa em uma prática social reflexiva, facilita processos de aprendizagem para pessoas e iniciativas que buscam desenvolvimento. Consciência, encantamento e vida são ideias centrais de sua prática. Atua pela Noetá (www.noeta.com.br), iniciativa que fundou, e em parceria com diversas pessoas e organizações como a Proteus Initiative (África do Sul) e Desacelera SP, entre outras. Mestranda em Filosofia da Inovação Social pela Alanus University (Alemanha), é também aspirante a poeta e a dançarina, e apaixonada pela natureza, em especial, pela humanidade.

Elaine Cristina Moraes Santos - Doutoranda em Educação pela Universidade de São Paulo (USP) e graduada em psicologia. Atuação na área da psicologia e educação, com ênfase em psicologia social. Enfoque nas seguintes temáticas: saúde mental, juventude, tecnologias digitais, tempo social e educação multicultural. É membro do Projeto de Pesquisa em Políticas Públicas (FAPESP), desde setembro de 2015, intitulado: O ancestral e o contemporâneo e membro do Grupo de Estudos - Gere Tempo. Uma das fundadoras do instituto Hanós, um projeto que realiza intervenções psicológicas visando uma individualidade e coletividade contemporânea mais saudável.

Michelle Prazeres - É jornalista e consultora. Mas sua melhor credencial é ser mãe do Miguel e do Francisco. Construtora de redes e facilitadora de processos participativos, as pessoas e os processos humanos lhe encantam. A comunicação e a educação são os caminhos que encontrou para construir pontes e tecer relações significativas em busca de transformação. É idealizadora do Desacelera SP (desacelerasp.com.br) iniciativa que tem como objetivo promover uma reflexão sobre a relação das pessoas com o tempo, de modo a expandir a consciência temporal e a promover uma cultura de desaceleração da vida nas cidades. Tem Mestrado em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e Doutorado em Educação (FE-USP). Atua como professora e pesquisadora da Faculdade Cásper Líbero.

Ingressos
Preço
Qtd
Total
  • Comum
    R$100
    R$100
    0
    R$0
TotalR$0

Compartilhe este evento