Santos, SP: a primeira filial da Artemis

A atuação da Artemis é glocal: realizamos uma articulação nacional mas a efetivação das políticas públicas ocorrem nos municípios. Para tanto, estamos desenvolvendo uma rede de voluntários e filiais pelo país de maneira a fiscalizar a efetivação das propostas e identificar necessidades e frentes de trabalho regionais.


A primeira filial foi fundada em 24/08/2014 na cidade de Santos e conta com o seguinte quadro diretivo de voluntários:


Presidente: Bruna Golegã Kaitzor Vice-Presidente: Roberta Leandro Fernandes 1º Secretária: Janayna Mendes 2º Secretária: Natália Peres 1º Tesoureira: Thais Alencar 2º Tesoureiro: Pedro Toledo Advocacy: Patricia A. G. Simões Comunicação: Karina Staiger Acolhimento: Luana Granado Captação de Recursos: Ana Paula Vieira





Para abrir uma filial


A atuação da Artemis é essencialmente política e focada na mulher. Não atuamos juridicamente nem com iniciativas voltadas a bebês, crianças ou famílias. Todo o trabalho é voluntário.

Para abrir uma filial da Artemis é necessário que seja montado um grupo de, ao menos, 20 associados. Os grupos atuam em quatro frentes: atuação política (advocacy), formação de opinião (comunicação), suporte emocional a mulheres vítimas de violência (acolhimento) e viabilidade financeira (captação de recursos). Todas as pessoas envolvidas trabalham voluntariamente e recomendamos especial atenção a potenciais conflitos de interesse por parte de associados que trabalhem remuneradamente em atividades relativas a assistência ao parto ou violência obstétrica. A presidência é obrigatoriamente ocupada por uma mulher e recomendamos, para maior legitimidade na defesa de direitos, que os cargos diretivos sejam predominantemente ocupados por representantes do sexo feminino.


Os grupos que quiserem se estabelecer como filial da Artemis podem entrar em contato pelo email: raquel@artemis.org.br.

#voluntárias